INSPIRE-SE

Notícias que fazem a diferença
para inspirar o seu dia a dia.

Drones para reduzir acidentes na construção civil

Drones para reduzir acidentes na construção civil

Desenvolvido pela Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e pelo Serviço Social da Indústria (SESI Bahia), o projeto Smart Inspecs promete facilitar a fiscalização das condições de segurança no trabalho no setor da construção civil, contribuindo para a redução de acidentes.

A ideia é que o sistema possa ser usado para monitorar grandes áreas de difícil acesso, com diferentes perspectivas e em pouco tempo.

O projeto teve início no final de 2019, recebeu mais de R$ 355 mil em investimentos e ficou pronto em janeiro deste ano, e agora está em fase de implantação.

É um sistema multiplataforma que integra tecnologias, drones e dispositivos móveis, e busca inserir novas tecnologias no dia a dia das atividades de fiscalização das construtoras.

O Smart Inspecs, por meio de um checklist digital, fornece dados (fotos e vídeos em alta resolução) e informações (relatórios) em tempo real sobre as condições de segurança, para acelerar o processo de tomada de decisão para ações corretivas e preventivas.

“O sistema é uma web e aplicativo multiplataforma para Android e IOS para realizar inspeções de condições de segurança em canteiros de obras, atendendo aos requisitos das normas NR-18 e NR-35. Esse sistema pode ser utilizado em nível local e nacional e, eventualmente, até adaptado para outras indústrias”, afirma Dayana Bastos Costa, Professora Associada da Escola Politécnica e coordenadora técnica do projeto.

Dayana explica que uma das vantagens da tecnologia desenvolvida é a velocidade. “O tempo médio de inspeção com drone, incluindo processamento e entrega de resultados, foi de cerca de 60 minutos para as obras de médio porte que participaram da implantação piloto do sistema. Essa agilidade e padronização de procedimentos permite obter informações confiáveis ​​em tempo hábil para melhorar a gestão da segurança das obras, visando a redução de acidentes de trabalho”, afirma Dayana.

Segundo Isnéia Cardoso, Especialista em Segurança do Trabalho do SESI e gerente de projetos, o Smart Inspecs é uma inovação incremental (baseada em melhorias em um produto já existente no mercado). “Não identificamos no mercado soluções que integrem tecnologias e metodologias no processo de fiscalização das condições de segurança no canteiro de obras por meio de plataforma web e aplicativo que utilize drone e dispositivos móveis”, afirma.

Apoiado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado da Bahia (Sinduscon-Ba), o projeto conta com a parceria de quatro empresas do setor de construção: Concreta Incorporação e Construção Ltda, Conie Empreendimentos Ltda, gráfica Empreendimentos Ltda e MRV Engenharia e Participações Inc.

Para o desenvolvimento do projeto, participaram cinco bolsistas, com graduação, mestrado e doutorado com formação nas áreas de engenharia civil, engenharia de telecomunicações e programação, vinculados à equipe da UFBA, além de quatro técnicos do SESI-BA na área de segurança e gerenciamento de projeto. Também participaram gestores e técnicos de segurança das quatro empresas parceiras, além da participação de técnicos do SESI Mato Grosso na área de sistemas de informática.

“A parceria entre academia e indústria é de suma importância para todos os agentes envolvidos. As universidades e centros de pesquisa têm essencialmente o papel de realizar pesquisas básicas e aplicadas, desenvolver provas de conceito e experimentos para uma nova solução, avaliar sua relevância e a possibilidade de sua generalização. O próximo passo é a integração de pesquisas previamente testadas com a indústria. Especificamente neste projeto envolvendo SESI, UFBA e construtoras, foi possível desenvolver um sistema em um ambiente necessário que possibilitou atender as reais demandas dos parceiros envolvidos”, completa Dayana. O Smart Inspecs deve estar disponível em breve para empresas de todo o país.

FONTE: