Loading...
10 de janeiro de 2023

Inspire-seMadeira engenheirada promete inovar no ramo das construções civis

A madeira engenheirada vem ganhando cada vez mais relevância e atenção mundial na construção civil, especialmente por sua versatilidade, modernidade e resistência. Além disso, o que mais tem chamado a atenção de engenheiros e investidores é que a matéria-prima reduz drasticamente o impacto ambiental produzido pelo setor.

Unindo tecnologia avançada e sustentabilidade, a madeira engenheirada é usada desde em móveis decorativos até na estrutura de edificações. Além disso, atende às principais demandas e atuais tendências da construção civil.

A madeira é um dos materiais mais antigos utilizados no canteiro de obras, mas foi gradualmente sendo substituído pelo aço e pelo concreto, por exemplo. Vários países têm desenvolvido esta tecnologia e, a partir dela, o canteiro de obras têm ganhado mais estabilidade, resistência, leveza, precisão, sustentabilidade e, sobretudo, velocidade, ao passo que as peças são pré-fabricadas e oferecem um período de construção otimizado.

Os produtos pré-fabricados a partir do pinus são submetidos a diversos processos industriais que agregam qualidade e homogeneidade para transformar a madeira em um material com excelente desempenho técnico-construtivo. Há dois tipos de madeira engenheirada: Glue Laminated Timber ou Glulam (MLC), equivalente a Madeira Laminada Colada, utilizada para vigas e pilares, e a Cross Laminated Timber (CLT), Madeira Laminada Cruzada, usada na confecção de lajes e paredes estruturais.

A seguir descubra três vantagens da madeira engenheirada.

1. Sustentabilidade

A construção civil está entre os setores mais responsáveis pela emissão de gases que contribuem para o efeito estufa, principalmente durante a fabricação do cimento e do concreto. Por isso, a utilização da madeira engenheirada é fundamental para uma obra mais sustentável. Enquanto o concreto e o aço contribuem para a emissão de CO2, esta tecnologia vai na direção contrária, funcionando como um depósito natural de carbono. De acordo com alguns estudos, um metro cúbico da madeira engenheirada retira cerca de uma tonelada de dióxido de carbono da atmosfera. Além disso, há uma redução significativa do desperdício de material na obra.

A madeira é um único material renovável e estruturalmente eficiente ao mesmo tempo. Uma excelente alternativa para o ramo das construções, já que o mercado olha cada vez mais para essas soluções sustentáveis.

2. Construtibilidade

Embora mais leve, a madeira engenheirada é tão resistente quanto o concreto e o aço. Por ser cinco vezes mais leve que o concreto, ela facilita o içamento de peças, por exemplo. Já pelo fato de ser uma solução pré-fabricada, a madeira engenheirada oferece otimização no canteiro de obras fazendo, reduzindo o tempo de obra e também os custos.

Outra vantagem é que a madeira utilizada no processo é altamente selecionada e, por isso, extremamente resistente. A estabilidade também é um dos pontos fortes, uma vez que o material apresenta maior estabilidade quando comparada a outros produtos.

3. Versatilidade

Com medidas precisas de acordo com cada obra, a madeira engenheirada é fabricada milimetricamente, o que garante precisão e versatilidade. Assim, podemos dizer que o material ajuda a promover mais liberdade para a criação dos projetos – que ainda ganham um ar moderno e tecnológico.

INSPIRE-SE

Veja também

Ver todos
Os materiais reciclados, deveriam ser o futuro da arquitetura?
Phaethon: Software de verificação estrutural de pilares de betão armado
Engajar trabalhadores é estratégia fundamental na construção civil

Receba as novidades da TOP Construtora e Incorporadora

Newsletter